PPSM+

PPSM+
PPSM+

Programa de Promoção de Saúde Mental Positiva (PPSM+)


Objetivos
  • Criar um programa de Promoção de Saúde Mental Positiva;
  • Validar um programa de Promoção de Saúde Mental Positiva;
  • Avaliar a efetividade de um programa de Promoção de Saúde Mental Positiva em diferentes contextos;
  • Avaliar os níveis de Saúde Mental Positiva em diferentes populações (estudantes, enfermeiros, professores, …);
  • Formar profissionais em Saúde Mental Positiva;
  • Criar um protótipo de monitorização e apoio à promoção da Saúde Mental Positiva;
  • Validação de um aplicativo de avaliação e suporte à promoção da Saúde Mental Positiva.
 
Resumo

A Saúde mental positiva pode ser definida como um valor em si (sentir-se bem) ou como uma capacidade de perceber, compreender e interpretar o meio, para se adaptar e alterá-lo, se necessário, de pensar e comunicar uns com os outros (Lehtinen, 2004). Os investigadores da área da saúde mental, têm manifestado muito interesse na forma como a saúde pode ser influenciada pelas dimensões positivas das experiências, integração social, autoeficácia, gestão emocional, controle percebido entre outros (Lluch, 1999, Sequeira, 2014). Nos últimos anos, os conceitos da saúde mental positiva (efeito positivo, bem-estar, benefício) tem tido uma valorização crescente na investigação na área da saúde. A Promoção da saúde mental visa promover a manutenção ou elevação da saúde mental positiva aumentar a capacidade para lidar com os acontecimentos de vida negativos (Davis, 2002; Keyes, 2007). 
A avaliação dos aspetos positivos da saúde mental constitui-se como um recurso determinante para a promoção da saúde das pessoas, privilegiando-se um modelo de saúde mental positiva, em detrimento de um modelo centrado na doença.
Este estudo tem por objetivos principais a avaliação dos níveis de saúde mental positiva (SM+) das populações; a criação, validação e avaliação da efetividade de um programa de promoção de SM+ e a criação de um aplicativo informático de monitorização e suporte à SM+
Em termos metodológicos será efetuado um estudo multicêntrico e de multinível com recurso a diferentes abordagens metodológicas (revisão sistemática da literatura, focus grupo, estudo delphi e estudos epidemiológicos), em função dos objetivos de cada etapa do estudo.
O estudo será desenvolvido em várias etapas ao longo de cinco anos.


Parceiros
  • ESEP-CINTESIS (entidade Proponente)
(Parceiros a confirmar)
  • Unidade Local de Saúde Matosinhos
  • Hospital Magalhães Lemos
  • Instituto Politécnico de Portalegre
  • Instituto Politécnico de Viseu
  • Universidade Rovira e Virgili
  • Universidade de Barcelona
  • Escola Universitária d’infermeria Sant Joan de Déu, adstrita à Universitat de Barcelona

Equipa de investigação
  • Carlos Sequeira [ESEP]
  • Regina Pires [ESEP]
  • José Carlos Carvalho [ESEP]
  • Teresa Rodrigues [ESEP]
  • Isilda Ribeiro [ESEP]
  • Amadeu Matos Gonçalves [IPV]
  • Raul Cordeiro [IPP]
  • Sónia Teixeira [Doutoranda]
  • Outros Investigadores de Instituições parceiras


Produção científica

//Artigos científicos

Sequeira, Carlos A. C; Barbosa, Elsa N. M; Nogueira, Maria J. C; Sampaio, Francisco M. C. 2016. "Evaluation of the Psychometric Properties of the Mental Vulnerability Questionnaire in Undergraduate Students", Perspectives in Psychiatric Care.  doi: 10.1111/ppc.12164

Sequeira, Carlos; Carvalho, José C; Gonçalves, Amadeu; Lluch-Canut, Teresa; Roldán-Merino, Juan; Nogueira, Maria J. C. 2016. "Levels of Vulnerability and Positive Mental Heath in Nursing Students", Atención Primaria 48, Supl C: 82 - 82.
Mantas Jiménez, S., Juvinyà i Canal, D., Bertran i Noguer, C., Roldán Merino, J., Sequeira, C., & Lluch Canut, M. (2015). Evaluation of positive mental health and sense of coherence in mental health professionals. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental (13), 34-42.

Albacar-Ribóo, N., Lleixá-Fortuño, M. Lluch Canut, M., Sequeira, C., Carvalho, J. C., & Roldán Merino, J. F. (2015). Psychometric properties of the self-administered version of the "Self-Care Requisites Scale” among carers for the mentally ill. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental (13), 53-60.

Sequeira, C.; Carvalho, J.C.; Sampaio, Francisco; Sá, Luis; Lluch-Canut, Teresa; Roldán-Merino, Juan. 2014. "Avaliação das propriedades psicométricas do Questionário de Saúde Mental Positiva em estudantes portugueses do ensino superior", Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental , 11: 45 - 53.

Lluch-Canut, Teresa; Puig-Llobet, Montserrat; Sánchez-Ortega, Aurelia; Roldán-Merino, Juan; Ferré-Grau, Carmen; Sequeira, Carlos. 2013. "Assessing positive mental health in people with chronic physical health problems: correlations with socio-demographic variables and physical health status", BMC Public Health 13, 1: 928 - 939. doi: 10.1186/1471-2458-13-928

Sequeira, C.; Carvalho, J. C; Borges, E.; Sousa, C.. 2013. "Vulnerabilidade mental em estudantes de enfermagem no ensino superior: estudo exploratório", Journal of Nursing and Health (JONAH) 3, 2: 170 - 181.

// Comunicações

Sequeira, Carlos. Programas de Saúde Mental Positiva. SeMenteVital II- cuidar para colher. Amares. 2016.

Teixeira, Sónia; Sequeira, Carlos; Lluch-Canut, Teresa; Ferré-Grau, Carmen. Criação e avaliação de um programa de promoção de saúde mental positiva. VII Congresso Internacional da ASPESM: Evidência e Prática Clínica em Saúde Mental. Viana do Castelo. 2016.

Sequeira, Carlos. Primeira Ajuda Emocional, Seminário de Saúde Mental. Porto. 2015.

Duração
Janeiro de 2017 a Dezembro de 2021



« Voltar

Pesquisa
Quem é quem?
Use esta funcionalidade para encontrar informação de contacto sobre Docentes, Funcionários e Alunos.
Sondagem