Projeto Educa&Care

Projeto Educa&Care

DESCRIÇÃO DO PROJETO


Designação: Educação, Saúde e Sociedade – estratégias de ensino e aprendizagem, no ensino superior, com comunidades de prática para a capacitação de cuidadores da pessoa dependente (Educa&Care). 

Financiamento: Projecto financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian - Referência - 142906.

Parceiros: Universidade de Aveiro & Escola Superior de Enfermagem do Porto

A evolução científico-tecnológica veio contribuir para o aumento da esperança de vida e da população com níveis de dependência acentuados, necessitando de apoio de cuidadores, frequentemente no domicílio.

Sendo este um desafio societal recente, as IES que formam profissionais de saúde não têm investido significativamente em processos de E&A vocacionados para o desenvolvimento de competências dos estudantes para a capacitação de cuidadores da pessoa dependente.

A conceção, implementação e avaliação de módulos nas IES participantes, com uma equipa de docentes, investigadores e profissionais da prática, assim como a sua disseminação noutras IES, são as principais finalidades deste projeto.


Responsabilidades

Os investigadores envolvidos no projeto serão responsáveis pelas seguintes atividades:
  • Análise de evidências em matéria de investigação sobre cuidadores familiares de idosos dependentes;
  • Planeamento da CoP - Planeamento dos módulos (descritores, conteúdos, outcomes);
  • Incorporação dos módulos em diversas UC em curso na Escola - Disseminação;
  • Redação de manuais - Participação na redação de 4 artigos;
  • Avaliação dos módulos

Objectivo geral

O objectivo geral do projeto consistirá no desenvolvimento de boas práticas de ensino e aprendizagem no Ensino Superior promotoras da aquisição de competências de estudantes da área da saúde no domínio da formação de cuidadores da pessoa dependente, em ambientes Comunidades de Prática (CoP), assim como disseminar as mesmas noutras Instituições de Ensino Superior.

A consecução do objetivo geral relativo ao desenvolvimento de boas práticas será operacionalizada através da:

Conceção, implementação e avaliação de módulos de formação em diferentes Unidades Curriculares de Cursos da área da Saúde nas duas Instituições participantes. A consecução do objetivo geral relativo à disseminação será operacionalizada fundamentalmente através da:
  • Realização de seminários em Instituições de Ensino Superior;
  • Publicação de uma Brochura sobre boas práticas;
  • Colocação dos módulos de formação em websites institucionais e redacção de artigos científicos.

Embora os recursos humanos, do ponto de vista dos investigadores, sejam considerados adequados, considera-se fundamental:

  • A contratação de um bolseiro técnico de Investigação (BTI), para apoio permanente ao decorrer do projeto, na sua gestão, de forma a permitir que os investigadores se concentrem nas questões académicas;
  • Mais um bolseiro técnico de investigação, aquando a análise dos dados (que são múltiplos, na medida em que envolvem a validação de 4 módulos de formação, sendo muitos dados de natureza qualitativa).

Salienta-se a existência, na ESSUA, de um centro de simulação de alta fidelidade, (SIMULA) e de laboratórios na ESEP, onde será possível realizar vídeos sobre as intervenções de cuidados à pessoa idosa, de índole instrumental, que servirão de suporte aos módulos de formação a construir e poderão posteriormente ficar disponíveis nos websites das instituições.

De referir ainda o facto de haver um Centro de Investigação associado ao projeto (CIDTFF) e de este possuir software de apoio ao tratamento de dados de investigação (por exemplo WebQDA), o que constitui, ainda, uma mais-valia para o projeto.

Este ambiente de ensino e aprendizagem configurado numa CoP tornará mais consistentes as experiências e os conhecimentos dos diferentes atores envolvidos. Dado que o principal público-alvo é constituído por estudantes do 1º e 2º ciclos de formação, as estratégias a usar em cada contexto devem promover o pensamento critico, com vista à resolução dos problemas quer necessitem de realizar trabalho em grupo, quer de forma mais individualizada, que possam ser transferíveis para a prática clinica fomentando a reflexão sobre a ação. Esta metodologia pretende ainda responder à necessidade premente dos cuidadores informais, relativamente à fragilidade da sua capacitação para cuidar de pessoas dependentes.


Indicadores de avaliação

Para apreciar a qualidade das atividades desenvolvidas serão utilizados como indicadores diversos instrumentos por forma a medir o alcance dos objetivos definidos para o projeto.

Estes indicadores serão selecionados consoante os módulos de formação, atividades e interações, realizadas com os estudantes e com todos os intervenientes na CoP, nomeadamente:
  • Qualidade dos módulos (instrumentos de avaliação a selecionar após a aplicação de cada módulo);
  • Satisfação dos estudantes com a metodologia de ensino aprendizagem (Questionário de avaliação de satisfação de estudantes, selecionado após a revisão integrativa da literatura);
  • Avaliação do impacto no desenvolvimento das competências dos estudantes (avaliação do trabalho produzido no desenvolvimento dos módulos de formação; reflexão critica) -Apreciação dos docentes das unidades curriculares, investigadores seniores e jovens investigadores (focus group);
  • Impacto nos cuidadores da pessoa dependente (Avaliação da formação por módulos; impacto no desenvolvimento de capacidades de cuidar) III


Resultados a alcançar
  • Relatório sobre a avaliação sistemática das evidências - Artigos a publicar em revista com IF (3) nas três áreas selecionadas para revisão da literatura (intervenções psicoeducativas dirigidas a familiares cuidadores dependentes; familiares cuidadores de utentes com demência e familiares cuidadores em utentes em fim de vida);
  • Realização de seis módulos a incluir nas plataformas, com: descritores, objetivos, conteúdos, outcomes e bibliografia; os módulos incluem manuais e vídeos, a disponibilizar nas plataformas informáticas; (a)
  • Relatório de avaliação das atividades, incorporando a avaliação das incorporações de materiais nas unidades curriculares e apreciação dos professores e estudantes;
  • Artigo a publicar em revista com IF, relatando a experiência de concretização deste projeto;

Definição das linhas orientadoras e critérios de avaliação dos resultados do projeto a longo prazo (3 anos), incluindo a continuidade do funcionamento da CoP (follow up); enfatização da apreciação da forma como os estudantes transferem os conhecimentos para a sua prática clínica no contacto com os cuidadores:

  • Manual de boas práticas;
  • Comunicações em congressos internacionais;
  • Website ligado a site das bibliotecas das instituições (UA/ESEP) para divulgar os módulos


EQUIPA DE INVESTIGAÇÃO



Coordenação:
Nilza Costa (Universidade de Aveiro);
Wilson Abreu (Escola Superior de Enfermagem do Porto);

Equipa de investigação:
A equipa é constituída por um total de 13 investigadores permanentes: 9 da UA/CIDTFF, dos quais 4 são jovens investigadores e 4 da ESEP, estando ainda prevista a contratação de dois bolseiros de investigação (um em Dezembro e outro em Fevereiro). Esta será ainda reforçada por duas consultoras externas (Brasil e Finlândia).

Universidade de Aveiro: Nilza Costa, Anabela Pereira, Marialia Rua, Dayse Neri, Joaquim Alvarelhão, Helena Teixeira e Lisneti Castro;

ESEP: Wilson Abreu, António Luís Carvalho, Margarida Abreu e Sandra Cruz;

 

(a) Unidades Curriculares onde os módulos serão desenvolvidos (ESEP):
  • Módulo 1 -  "Estratégias supervisivas dirigidas ao familiar cuidador” - UC de Introdução à Supervisão Clínica em Enfermagem (Cursos de Mestrado e de Pós Licenciatura da ESEP; Unidades Curriculares Isoladas) (Professor Wilson Abreu);
  • Módulo 2 -  "Estratégias supervisivas dirigidas ao familiar cuidador - teoria, prática e investigação” - UC de Conceitos e Implementação de Supervisão Clínica (Curso de Mestrado em Supervisão Clínica em Enfermagem) (Professor Wilson Abreu);
  • Módulo 3 - "Processos de aprendizagem de estratégias supervisivas dirigidas ao familiar cuidador" – UC Formação em Contexto Clínico - (Mestrado em Direção e Chefia de Serviços de Enfermagem; Curso de Pós-Graduação em Gestão de Serviços de Enfermagem; Mestrado em Supervisão Clínica; Curso de Pós-Graduação em Supervisão Clínica em Enfermagem; Unidades Curriculares Isoladas. (Professor Luís Carvalho).


« Voltar

Pesquisa
Quem é quem?
Use esta funcionalidade para encontrar informação de contacto sobre Docentes, Funcionários e Alunos.
Sondagem