Apresentação

Apresentação
O Núcleo Museológico

Passado e presente do espaço museológico.
Na década de 90 um grupo de enfermeiros professores da Escola Superior de Enfermagem de São João, na tentativa de preservar e transmitir a história da Instituição às novas gerações e comunidade, propôs à Direção a criação de um pequeno espaço onde se pudesse concretizar esse desejo.
No ano de 1993 a Direção da Escola solicitou a concretização dessa intenção à Enfermeira Lourdes Santos. Assim, surgiu um espaço onde foram reunidos: a história documental da Instituição, os materiais utilizados no desenvolvimento pedagógico do ensino teórico e prático da enfermagem e algumas peças decorativas da Escola e do Lar (Álvares Cabral).

Imagem museu
Posteriormente, para dar continuidade a este projeto, foi designada uma equipa de trabalho, constituída por elementos de diferentes áreas de desempenho da Escola. Em virtude de terem sido identificadas novas peças, a referida equipa considerou a necessidade de ampliar e reformular a estrutura existente. Esta proposta foi aceite pelos órgãos diretivos e assim nasceu o "museu” que foi enriquecido com objetos relacionados com a prática de cuidados de enfermagem, dos serviços administrativos, das Tunas Académicas, da Associação de Estudantes, peças decorativas do lar (Dr. António Bernardino de Almeida) e objetos oferecidos por professores e antigos alunos que após terem visitado o museu se interessaram pelo seu enriquecimento.
Pretendeu-se, simultaneamente, anexar o arquivo inativo e criar condições para trabalho de pesquisa, nomeadamente aos estudantes com o objetivo de tornar a sala museu um espaço vivo.


placa identificativa

Na sequência da dinâmica implementada realizou-se a inauguração do museu, tendo a equipa de trabalho, atrás referida, proposto a designação de Sala Museu Enfermeira Lourdes Santos por ter sido esta professora a concretizar este projeto.
O decreto-lei 175/2004 de 21 de Julho, determina a fusão das Escolas Superiores de Enfermagem Públicas, do Porto: Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes tornada oficial em 1977, Escola Superior de Enfermagem de São João criada no ano de 1954 e a Escola Superior de Enfermagem Cidade do Porto criada no ano de 1983. Da fusão resultou uma nova escola designada por Escola Superior de Enfermagem do Porto (ESEP).



Santo António
Estando a falar do Núcleo Museológico pareceu-nos oportuno desenvolver a história do espaço onde o mesmo se insere. Nos finais do século XIX início do século XX os proprietários da quinta de Santo Ovídio decidiram proceder ao traçado e loteamento da Rua Álvares Cabral. A estrutura desta rua era um eixo viário, retilíneo e comprido onde se observavam sucessivas fachadas estreitas, idênticas e repetitivas, nos dois lados da rua. Estas construções apresentavam um aspeto personalizado onde parece estar implícitas relações de afetividade representadas pelas estruturas das edificações. Os edifícios articulavam-se com a rua de uma forma organizada e sequencial havendo homogeneidade nos elementos constitutivos: textura, forma, espaço, tipo de edifício, materiais, modelo, ordenamento, cor e disposição das janelas.

O loteamento foi feito em lotes de 6 metros, mas António Glama (Proprietário, armador de navios, negociante) comprou e agrupou quatro lotes, desde o nº9 ao nº12. Neles foi construído um palacete (toda a residência unifamiliar isolada com uma área média de 1000 m2 - mínimo 690m2 e máximo 1630m2) que possuía muros de vedação e dois portões de ferro.
O palacete apresentava uma fachada clássica mais imponente que as outras construções da rua que resultou da qualidade dos materiais e da ornamentação dos diferentes pisos, da organização e disposição. Este tipo de habitação onde está inserido o Núcleo Museológico da ESEP apresentava uma fachada que lhe conferia, naquela época, uma valorização social a quem nela habitava com ornamentação sóbria e eclética conferindo a ilusão de um pequeno palácio.

Bibliografia:

Pires, Maria do Carmo Marques – Rua Álvares Cabral (1895-1940): formas de habitar. Porto: Faculdade de Arquitetura, 2000. ISBN 972 – 9483-42-6

« Voltar

Pesquisa
Quem é quem?
Use esta funcionalidade para encontrar informação de contacto sobre Docentes, Funcionários e Alunos.
Sondagem