Ano letivo 2018/2019

Ano letivo 2018/2019
CREDITAÇÕES 2018/2019

Ata n.º 34/2018 do CTC de 10 de setembro

Documento 2018/2240, relativo ao pedido de creditação enviado por Almarim José da Silva, n.º  8019, solicitando creditação a unidades curriculares do MEC. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos do Curso de Pós–Licenciatura de Especialização em Enfermagem Comunitária, da Escola Superior de Enfermagem de Ponta Delgada, concluídas com aproveitamento por Almarim José da Silva, no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis e do parecer da coordenadora do respetivo curso, o CTC, decidiu deferir o pedido nos termos seguintes:
=> Creditar a unidade curricular «Planeamento em Saúde» (3 ECTS) com a classificação de 17,3 valores, a partir das unidades curriculares: «Políticas e Administração em Saúde» - 5 ECTS (classificação: 18 valores), «Enfermagem Comunitária I» - 6 ECTS (classificação: 18 valores), «Enfermagem Comunitária III» - 6 ECTS (classificação: 17 valores) e «Epidemiologia» - 4 ECTS (classificação: 16 valores);
=> Creditar a unidade curricular «Ética de Enfermagem» (2 ECTS) com a classificação de 18 valores, a partir da unidade curricular «Bioética e Deontologia» - 3 ECTS (classificação: 18 valores);
=> Creditar a unidade curricular «Estágio de Intervenção Comunitária I» (11 ECTS) com a classificação de 19 valores, a partir de «Estágio I – Diagnóstico de Saúde da Comunidade» - 10 ECTS (classificação: 19 valores) e «Estágio II – Intervenção Comunitária I» - 20 ECTS (classificação: 19 valores);
=> Creditar a unidade curricular «Estágio de Intervenção Comunitária II» (19 ECTS) com a classificação de 19 valores, a partir das unidades curriculares «Estágio II – Intervenção Comunitária I» - 20 ECTS (classificação: 19 valores) e «Estágio III – Intervenção Comunitária» - 13 ECTS (classificação: 19 valores).




Ata n.º 32/2018 do CTC de 6 de agosto

Documento 2018/1970, relativo ao pedido de creditação enviado por Fausto Manuel Gouveia Ferreira, estudante n.º 7956, do CPLEEMC. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos das unidades curriculares do Mestrado em Gestão e Economia de Serviços de Saúde da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, concluídas com aproveitamento por Fausto Manuel Gouveia Ferreira, no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis e do parecer da coordenadora do respetivo curso, o CTC, decidiu deferir o pedido nos termos seguintes:
 - Qualidade em Saúde (optativa) – creditada com 15 valores (a partir da unidade curricular de "Gestão da Qualidade em Saúde" com a classificação de 15 valores);
- Direito e Politicas em Saúde (optativa) – creditada com 15 valores (a partir da unidade curricular "Direito da Saúde" com a classificação de 15 valores);
- Economia em Saúde (optativa) – creditada com 13 valores (a partir das unidades curriculares de "Economia das Saúde I" e "Economia da saúde II" com as classificações de 11 e 15 valores, respetivamente).
Documento 2018/2104, relativo ao pedido de creditação enviado por Sara Raquel Fernandes Tavares Sequeira, estudante n.º 7991, do CPLEEMC. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos das unidades curriculares do Curso de Especialização em Gestão de Unidade de Cuidados do Curso de Mestrado em Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria, concluídas com aproveitamento, por Sara Raquel Fernandes Tavares Sequeira, no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis e do parecer da coordenadora do respetivo curso, o CTC, decidiu deferir o pedido nos termos seguintes:
- Epistemologia da Enfermagem – creditada com 16 valores (a partir da unidade curricular "A Pessoa em Situação Critica ou Falência Orgânica”, com a classificação de 16 valores);
 - Doente em Estado Critico – creditada com 16 Valores (a partir das unidades curriculares "Processos Complexos de Doença Critica e/ou Falência Orgânica” e "Enfermagem à Pessoa em Situação Critica e/ou Falência Orgânica” com as classificações de 17 e 15 valores, respetivamente);
- Controle de Infeção (optativa) – creditada com 19 valores (a partir da unidade curricular "Prevenção e controlo da IACS - Infeção associada aos Cuidados de Saúde”, com a classificação de 19 valores);
- Introdução à Supervisão Clinica em Enfermagem – creditada com 19 valores (a partir da unidade curricular "Supervisão de Cuidados”, com a classificação de 19 valores;
- Qualidade em Saúde (optativa) – creditada com 18 valores (a partir da unidade curricular de ”Gestão em Enfermagem” com a classificação de 18 valores);
- Enfermagem médico-cirúrgica I – Competências avançadas – creditada com 17 valores (a partir das unidades curriculares "Ensino Clínico I: Urgência” e "Ensino Clínico II: Cuidados Intensivos” com a classificação de 16 e 18 valores, respetivamente);
- Prática Baseada na Evidência – creditada com 19 valores (a partir da unidade curricular "Metodologia de Investigação Aplicada”, com a classificação de 19 valores);
O CTC decidiu ainda, denegar a creditação às unidades curriculares Gestão de Casos, Transição Saúde/doença, Processos adaptativos e autocontrolo, Economia em Saúde e Ética de Enfermagem, por falta de conteúdos equivalentes.
Documento 2018/2105, relativo ao pedido de creditação enviado por Ângela Patrícia dos Santos Vieira, n.º 7980, do CPLEEMC. Decisão do CTC:  Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos das unidades curriculares do Curso de Especialização em Gestão de Unidade de Cuidados do Curso de Mestrado em Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria, concluídas com aproveitamento, por Ângela Patrícia dos Santos Vieira, no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis e do parecer da coordenadora do respetivo curso, o CTC, decidiu deferir o pedido nos termos seguintes:- Epistemologia da Enfermagem – creditada com 17 valores (a partir da unidade curricular "A Pessoa em Situação Critica ou Falência Orgânica”, com a classificação de 17 valores);
- Doente em Estado Critico - creditada com 16 valores creditada (a partir das unidades curriculares "Processos Complexos de Doença Critica e/ou Falência Orgânica” e "Enfermagem à Pessoa em Situação Critica e/ou Falência Orgânica” com as classificações de 16 valores, respetivamente);
- Controle de Infeção (optativa) – creditada com 14 valores (a partir da unidade curricular "Prevenção e controlo da IACS - Infeção associada aos Cuidados de Saúde”, com a classificação de 14 valores);
- Introdução à Supervisão Clinica em Enfermagem – creditada com 18 valores (a partir da unidade curricular "Supervisão de Cuidados”, com a classificação de 18 valores);
- Qualidade em Saúde (optativa) – creditada com 18 valores (a partir da unidade curricular de "Gestão em Enfermagem” com a classificação de 18 valores);
- Enfermagem médico-cirúrgica I – Competências avançadas – creditada com 18 valores (a partir das unidades curriculares "Ensino Clínico I: Urgência” e "Ensino Clínico II: Cuidados Intensivos” com a classificação de 18 e 17 valores, respetivamente).
- Prática Baseada na Evidência – creditada com 15 valores (a partir da unidade curricular "Metodologia de Investigação Aplicada”, com a classificação de 15 valores);
O CTC decidiu ainda, denegar a creditação às unidades curriculares Gestão de Casos, Transição Saúde/doença, Processos adaptativos e autocontrolo, Economia em Saúde e Ética de Enfermagem por falta de conteúdos equivalentes.
Documento 2018/2106, relativo ao pedido de creditação enviado por Hugo Miguel Santos Duarte, n.º 7973, do CPLEEMC. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos das unidades curriculares do Curso de Especialização em Gestão de Unidade de Cuidados do Curso de Mestrado em Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria, concluídas com aproveitamento, por 
Hugo Miguel Santos Duarte, no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis e do parecer da coordenadora do respetivo curso, o CTC, decidiu deferir o pedido nos termos seguintes:
- Epistemologia da Enfermagem – creditada com 14 valores (a partir da unidade curricular "A Pessoa em Situação Critica ou Falência Orgânica”, com a classificação de 14 valores);
- Doente em Estado Critico – creditadas com 18 valores (a partir das unidades curriculares "Processos Complexos de Doença Critica e/ou Falência Orgânica” e "Enfermagem à Pessoa em Situação Critica e/ou Falência Orgânica” com as classificações de 17 e 19 valores, respetivamente);
- Controle de Infeção (optativa) – creditada com 20 valores (a partir da unidade curricular "Prevenção e controlo da IACS - Infeção associada aos Cuidados de saúde", com a classificação de 20 valores);
- Introdução à Supervisão Clinica em Enfermagem – creditada com 19 valores (a partir da unidade curricular "Supervisão de Cuidados", com a classificação de 19 valores;
- Qualidade em Saúde (optativa) – creditada com 18 valores (a partir da unidade curricular de "Gestão em Enfermagem" com a classificação de 18 valores);
- Enfermagem médico-cirúrgica I – Competências avançadas – creditada com 17 valores (a partir das unidades curriculares "Ensino Clínico I: Urgência” e "Ensino Clínico II: Cuidados Intensivos” com a classificação de 16 e 18 valores, respetivamente);
- Prática Baseada na Evidência – creditada com 17 valores (a partir da unidade curricular "Metodologia de Investigação Aplicada”, com a classificação de 17 valores);
O CTC decidiu ainda, denegra a creditação às unidades curriculares Gestão de Casos, Transição Saúde/doença, Processos adaptativos e autocontrolo, Economia em Saúde, Autocuidado e Ética de Enfermagem por falta de conteúdos equivalentes.
O CTC decidiu ainda, denegar a creditação às unidades curriculares Gestão de Casos, Transição Saúde/doença, Processos adaptativos e autocontrolo, Economia em Saúde, Autocuidado e Ética de Enfermagem por falta de conteúdos equivalentes.



Ata n.º 30/2018 do CTC de 23 de julho

Documento 2018/2016, relativo ao pedido de creditação enviado por Sandra Rita Pereira Fernandes, n.º 7996, solicitando creditação a unidades curriculares (UC) do CPLEESIP. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos das unidades curriculares concluídas com aproveitamento por Sandra Rita Pereira Fernandes, no Curso de Mestrado em Ciências da Educação da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto e no Doutoramento em Enfermagem da Universidade Católica, tendo em conta o parecer da coordenadora do curso e no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis, o CTC decidiu deferir o pedido nos termos seguintes: 
=> "Introdução à Supervisão Clínica em Enfermagem” (2 ECTS) - creditada sem nota (a partir da UC Gestão das Unidades de Saúde e Serviços de Enfermagem do Doutoramento em Enfermagem e das UC Análise Crítica das Teorias em Educação, Questões Aprofundadas de Avaliação em Educação, Questões Aprofundadas em Avaliação e Políticas de Formação e da dissertação de Mestrado em Ciências da Educação intitulada "Avaliação de desempenho dos enfermeiros com estratégias de negociação identitárias” do Curso de Mestrado em Ciências da Educação). 
=> Prática baseada na evidência (2 ECTS) – creditada sem nota (a partir das unidades curriculares Métodos de Investigação I e II e Seminário de Projeto do Doutoramento em Enfermagem e pela conclusão do Mestrado em Ciências da Educação).

Documento 2018/2109, relativo ao pedido de creditação enviado por Sandra Raquel Lopes Pessoa, n.º 8011, solicitando creditação a unidades curriculares do MEC. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos do Curso de Pós–Licenciatura de Especialização em Enfermagem Comunitária, da Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado, concluídas com aproveitamento, por Sandra Raquel Lopes Pessoa, tendo em conta o parecer da coordenadora do curso e no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis, o CTC decidiu deferir o pedido nos termos seguintes: 
=> «Estratégias de Intervenção» (4 ECTS) – creditada com 17 valores (a partir das unidades curriculares Tecnologias da Informação e Comunicação, com a classificação de 17 valores e Práticas Pedagógicas, com a classificação de 17 valores); 
=> Intervenção familiar (2 ECTS) - creditada com 18 valores (a partir da unidade curricular Enfermagem na Comunidade, com a classificação de 18 valores); 
=> Planeamento em Saúde (3 ECTS) - creditada com 17,18 valores (a partir das unidades curriculares Planeamento, Administração e Gestão, com a classificação de 16 valores, Enfermagem na Comunidade, com a classificação de 18 valores e Epidemiologia e Estatística, com a classificação de 16 valores; 
=> Epistemologia da enfermagem (2 ECTS) – creditada com 18 valores (a partir da unidade curricular Enfermagem na Comunidade, com a classificação de 18 valores); 
=> Ética de Enfermagem (2 ECTS) – creditada com 17 valores (a partir da unidade curricular Ética e Deontologia, com a classificação de 17 valores); 
=> Saúde Ocupacional (2 ECTS) – creditada com 16 valores (a partir da unidade curricular Higiene, Segurança e Ergonomia, com a classificação de 16 valores),
=> Saúde Comunitária (9 ECTS) – creditada com 18 valores (a partir da unidade curricular Enfermagem na Comunidade, com a classificação de 18 valores).
Atendendo ao facto do Curso de Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem Comunitária, da Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado, à data da sua conclusão pela estudante, adotar uma organização anterior ao "processo de Bolonha”, as classificações apuradas, para efeitos de creditação, foram computadas de forma ponderada, considerando o total de horas de contacto de cada uma das unidades curriculares concluídas pela estudante naquele curso.



Ata n.º 28/2018 do CTC de 2 de julho

Documento 2018/1922, relativo ao pedido de creditação enviado por Márcia de Fátima Gouveia de Deus, estudante n.º 7985, do CPLEESIP. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos das unidades curriculares concluídas com aproveitamento por Márcia de Fátima Gouveia de Deus no Curso de Mestrado em Ciências de Enfermagem do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, tendo em conta o parecer da coordenadora do curso e no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis, o CTC decidiu deferir o pedido nos termos seguintes: 
- "Socioantropologia da Infância e da adolescência em contexto familiar” (2 ECTS) - creditada sem nota (a partir da UC Socioantropologia da Saúde, do Curso de Mestrado em Ciências de Enfermagem, frequentado no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto); 
- Epistemologia da enfermagem (2 ECTS) – creditada sem nota (a partir da unidade curricular de Ciências de enfermagem II, do Curso de Mestrado em Ciências de Enfermagem do ICBAS); 
- Ética de enfermagem (2 ECTS) – creditada sem nota (a partir da unidade curricular de Ética e deontologia e Ciências de enfermagem I, do Curso de Mestrado em Ciências de Enfermagem do ICBAS); 
- Prática baseada na evidência (2 ECTS) – creditada sem nota (a partir das unidades curriculares de Ciências de enfermagem I e Investigação em Enfermagem, do Curso de Mestrado em Ciências de Enfermagem do ICBAS).



Ata n.º 26/2018 do CTC de 25 de junho

Documento 2018/1870, relativo ao pedido de creditação enviado por Filipe Manuel Paiva dos Santos, estudante n.º 7926, do CPLEEMC. Decisão do CTC: Analisado o processo instruído com os conteúdos programáticos das unidades curriculares concluídas com aproveitamento por Filipe Manuel Paiva dos Santos, no Curso de Especialização em Gestão de Unidade de Cuidados do Curso de Mestrado em Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, tendo em conta o parecer da Coordenadora do curso e no respeito pelas disposições regulamentares aplicáveis, o CTC decidiu deferir o pedido nos termos seguintes:
- Epistemologia da Enfermagem – creditada com 17 valores (a partir da unidade curricular de Pensamento Teórico e Conceção da Prática de Enfermagem com a classificação de 17 valores);
- Introdução aos Sistemas de Informação em Enfermagem (optativa) – creditada com 17 valores (a partir da unidade curricular Introdução aos Sistemas de Informação em Enfermagem com a classificação de 17 valores);
- Economia em Saúde – creditada com 17 valores (a partir da unidade curricular de Economia e Politica da Saúde com a classificação de 17 valores);
- Prática Baseada na Evidência – creditada com 19 valores (a partir da unidade curricular de Metodologias de Investigação em Enfermagem com a classificação de 19 valores).

« Voltar

Pesquisa
Quem é quem?
Use esta funcionalidade para encontrar informação de contacto sobre Docentes, Funcionários e Alunos.
Sondagem